Richard St. John

O êxito é uma viagem constante

3,630,144 views • 3:57
Subtitles in 56 languages
Up next
Details
Discussion
Details About the talk
Transcript 56 languages
Translated by Inês Pereira
Reviewed by Rafael Eufrasio
0:12

Porque há tanta gente que alcança o êxito e depois falha? Uma das principais razões é que pensamos que o êxito é uma estrada de sentido único. E então fazemos tudo o que nos leva ao sucesso. Mas depois de o alcançarmos, achamos que conseguimos, recostamo-nos à sombra dele, e deixamos de fazer tudo o que nos tornou bem sucedidos. Não tarda, começarmos a cair. Eu posso dizer-vos que isto acontece porque me aconteceu a mim.

0:36

Para tentar ter êxito, trabalhei muito, dei o meu melhor. Mas depois parei, porque pensei: "Já consegui. "Posso recostar-me e relaxar."

0:44

Para tentar ter êxito, tentei melhorar e fazer bom trabalho. Mas depois parei, porque achei "Já sou bom que chegue "Não preciso de melhorar mais."

0:53

Ao tentar ter êxito, eu era muito bom a ter ideias boas, porque eu fazia essas coisas simples que levam a novas ideias. Depois parei, porque achei que era um tipo com êxito. Não precisava de trabalhar para ter ideias. Elas surgiriam como por magia. A única coisa que surgiu foi um bloqueio criativo. Não conseguia ter ideias nenhumas.

1:10

Ao tentar ter êxito, concentrei-me nos clientes e nos projetos, e ignorei o dinheiro. Depois, começou a jorrar o dinheiro. E distraí-me com ele. Passei a falar com o corretor de ações e com o agente imobiliário, quando devia estar a falar com os meus clientes.

1:25

Ao tentar alcançar o êxito, sempre fiz o que mais gostava. Depois comecei a fazer coisas de que não gostava, como gestão. Eu sou o pior gestor do mundo. Mas achei que devia gerir porque, afinal, eu era o presidente da empresa.

1:37

Em breve começou a formar-se uma nuvem negra sobre a minha cabeça e ali estava eu, aparentemente com muito êxito, mas interiormente muito deprimido. Mas eu sou esperto, sei como solucionar isto. Comprei um carro rápido. (Risos) Não ajudou. Eu andava mais depressa, mas continuava deprimido.

1:57

Fui ao meu médico e disse: "Doutor, eu posso comprar tudo o que quiser. "Mas não sou feliz. Estou deprimido. "É verdade o que dizem, eu não acreditava até acontecer comigo. "Mas o dinheiro não compra felicidade". E ele disse: "Não. Mas pode comprar Prozac." (Risos) E receitou-me antidepressivos. A nuvem negra desvaneceu um pouco. Mas o trabalho também. Porque eu estava a flutuar. Não me importava se os clientes telefonavam ou não. (Risos)

2:26

E os clientes não telefonavam. (Risos) Porque sabiam que eu já não trabalhava para eles, só trabalhava para mim. Então levaram o dinheiro e os projetos a outros que os podiam ajudar melhor.

2:36

Não demorou muito para que o negócio caísse que nem uma pedra. O meu sócio Thom e eu tivemos que despedir todos os empregados. Ficámos os dois, e ali estávamos, prestes a ir por água abaixo. Foi ótimo, porque, sem empregados, eu não tinha ninguém para gerir.

2:52

Assim, voltei a fazer os projetos que eu adorava. Voltei a divertir-me. Trabalhava mais. Resumindo, fiz todas as coisas que me levaram novamente ao êxito. Mas não foi uma viagem rápida. Demorou sete anos.

3:06

Mas, no final, o negócio cresceu mais do que nunca. E quando eu voltei a seguir estes oito princípios básicos, a nuvem negra sobre a minha cabeça desapareceu totalmente. Um dia acordei e disse: "Não preciso mais de Prozac." Deitei-o fora e nunca mais precisei daquilo.

3:21

Aprendi que o êxito não é uma estrada de sentido único. Não se parece com isto. É mais ou menos assim, uma viagem contínua. Se quisermos evitar o "síndrome de êxito a fracasso" temos de seguir estes oito princípios. Porque não são apenas a razão para alcançarmos o êxito, mas também, a razão por que o mantemos. Um brinde ao vosso êxito continuado. Muito obrigado. (Aplausos)

No seu estilo tipicamente sincero, Richard St. John lembra-nos que o êxito não é uma estrada de sentido único, mas uma viagem permanente. Utiliza a ascensão e queda da sua empresa para ilustrar uma valiosa lição — quando deixamos de tentar, fracassamos.

About the speaker
Richard St. John · Marketer, success analyst

A self-described average guy who found success doing what he loved, Richard St. John spent more than a decade researching the lessons of success — and distilling them into 8 words, 3 minutes and one successful book.

A self-described average guy who found success doing what he loved, Richard St. John spent more than a decade researching the lessons of success — and distilling them into 8 words, 3 minutes and one successful book.