Ilan Stavans
183,615 views • 4:29

Pablo Neruda publicou seu primeiro livro de poemas aos 19 anos. Ganhou o Prêmio Nobel de Literatura, salvou 2 mil refugiados, passou três anos em exílio político, e concorreu à presidência do Chile.

Romântico e revolucionário, Neruda foi um dos mais celebrados poetas do século 20, também um dos mais acessíveis e polêmicos. Originalmente escritos em espanhol, seus poemas apresentavam uma linguagem simples e cotidiana para causar um impacto duradouro.

Neruda nasceu Ricardo Eliezer Neftalí Reyes Basoalto, em uma pequena vila chilena em 1904. Seu pai não queria um filho poeta, então, aos 16 anos ele começou a escrever sob o pseudônimo de "Pablo Neruda". Os poemas de um de seus primeiros livros: "Vinte Poemas de Amor e Uma Canção Desesperada" são sensíveis e inteligentes, iluminando as sutilezas do amor e do encantamento. No "Poema VI", por exemplo, ele escreve: "Tua lembrança é de luz, de fumaça, de lago em calma! Mas para lá dos teus olhos ardiam os crepúsculos." Depois, verteu sua atenção aos detalhes em poemas de admiração pelos objetos do cotidiano. Muitos dos 225 poemas curtos de sua coleção "Todas as Odes" são dedicados a uma variedade de pequenas, e, aparentemente, insignificantes coisas que nos rodeiam. De um par de cadarços a uma melancia. Uma cebola é "mais formosa que um pássaro de plumas ofuscantes". Enquanto um atum no mercado "é um torpedo do profundo oceano, projétil marinho, te vi morto."

Apesar de seu rápido sucesso literário, Neruda sofria financeiramente, e atuou em vários serviços diplomáticos em lugares como Birmânia, Indonésia, Cingapura e Espanha. Em 1936, enquanto Neruda trabalhava no consulado de Madrid, a guerra civil estourou e o governo foi derrubado por um regime militar fascista. Neruda organizou uma evacuação de refugiados da Espanha para o Chile, salvando 2 mil vidas. Em um período de 20 anos, registrou sua experiência no exterior em uma coleção de poesia de 3 volumes intitulada: "Residência na Terra". Muitos destes poemas eram experimentais e surrealistas, unindo paisagens épicas, temas sobrenaturais, e sentimentos de saudade com declarações de luta política e a responsabilidade do poeta de se posicionar contra injustiças. Em "Explico Algumas Coisas" ele relata detalhes assombrosos do horror causado pela Guerra Civil Espanhola.

Pelo resto de sua vida, Neruda permaneceu fiel aos ideais revolucionários. Sua opinião política lhe rendeu anos de exílio antes de ser autorizado a voltar ao Chile em 1952. No exílio, publicou seu influente "Canto Geral". O livro tenta recontar toda a história latino-americana através da poesia, versando sobre todos os temas, da flora e fauna, até políticos e guerras. Mas, principalmente, prestando homenagem às pessoas comuns que estão por trás das conquistas do povo.

Embora continuasse viajando, após retornar do exílio. Neruda viveu no Chile pelo resto de sua vida. Em 1970, aos 66 anos, concorreu à presidência do Chile antes de ceder a Salvador Allende e tornar-se seu conselheiro. Em 1973, Allende foi deposto no golpe liderado pelo Gen. Augusto Pinochet. Neruda morreu em um hospital, algumas semanas depois. Por causa da época de sua morte, logo após o golpe militar, rumores diziam que ele havia morrido de tristeza ou mesmo sido assassinado, mas o hospital divulgou que câncer foi a causa da morte.

Hoje, os versos de Neruda são recitados em manifestações por todo o planeta. Assim como sua vida, os poemas de Neruda combinam romantismo e revolução enfatizando os momentos simples da vida pelos quais vale a pena lutar.