Cascais

x = independently organized TED event

Theme: A linha que nos une | A linha que nos separa

Cascais, Portugal
February 18th, 2012

Watch video from the event

Please install flash player to see this video.

More videos from the TEDx YouTube Channel »

View photos from the event on Flickr

About this event

The TEDxCascais 2012 seeks to explore the lines that unite us, and separate us, in several perspectives, trought speakes from several backgrounds and life experiences.

Confirmed Speakers

  • Jorge Antunes
    Jorge Galhardo Antunes é actualmente sócio da empresa think4action, dedicada a serviços em marketing e comunicação, onde implementou diversas campanhas de referência, nomeadamente de field marketing, para os mercados de seguros e automóvel, que criaram profundas alterações no mercado. No passado criou diversas startups que foram posteriormente integradas em importantes grupos económicos, e desempenhou funções de gestão e administração em multinacionais com responsabilidades para os mercados financeiros, telecomunicações, energia e utilities. Participa ativamente no projecto Terra Alternativa, na organização anual do evento “Feira Alternativa”, dedicado a modos de vida alternativos que já conta com 8 edições em Lisboa e será organizado pela 2ª vez no Porto em 2012. É apaixonado pelo conceito de startups e pela actividade de marketing, encontrando na vertente digital o canal ideal para implementação de campanhas com elevada agressividade comercial. Está no momento actual a desenvolver um novo projecto para a criação de uma Eco-Village integralmente sustentável, uma terra alternativa.
  • Zé Pedro
    Zé Pedro – Comédia à Portuguesa. “Tenho 38 anos, sou advogado, licenciado em 1995 pela faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa, pós-gradado em Assessoria Jurídica de Empresa em 1999 (ISG) e em Direito das Sociedades em 2009 (UCP). Fui sócio de sociedade de Advogados durante 3 anos e estou a trabalhar, desde 2002 e a tempo inteiro, num grande Grupo económico Português, onde desempenho funções na área de Corporate, de Direito Societário e sou também o Representante para as Relações com o Mercado, integrando o Gabinete de Apoio ao Investidor. Tenho a meu cargo também a responsabilidade pela comunicação institucional (interna e externa) do Grupo, reportando directamente ao Conselho de Administração, do qual sou ainda Secretário da Sociedade. Já há uns anos que procuro novas explicações para o sentido da vida e nessa demanda tenho aprendido muito e descoberto vários caminhos úteis como a meditação e outras práticas na procura da consciência. Medito, faço pilates e, quando os ossos me deixam, jogo futebol. Adoro a vida e agradeço-a todos os dias! Acredito que o nosso objectivo é viver com entusiasmo e, porque isso me realiza, assumi-me como humorista e orador amador. Sinto que retribuo à vida algo que não é meu e por isso dos espetáculos e eventos em que intervenho, retiro sobretudo o gozo pessoal na partilha de ideias e por vezes de gargalhadas … Tudo o mais que recebo dessas intervenções ou é pelo facto de serem elas próprias para projetos sociais ou faço-o reverter para instituições que os executam. Sou membro do Conselho de Administração da “Fundação Brazelton-Gomes Pedro para a Ciência do Bebé e da Família”. Colaboro, com a regularidade possível, na distribuição de comida e roupa no projeto C.A.S.A. – Centro de Apoio aos Sem-Abrigo, em Lisboa. Troco histórias da minha autoria por sorrisos de crianças internadas no hospital de Santa Maria. Apesar de ter uma profissão muito exigente e “séria”, não prescindo do humor e faço da comédia um hobby que me realiza, encontrando, sempre que possível a disponibilidade para actuar junto de instituições de solidariedade ou de outras entidades, revertendo a totalidade dos honorários para causas de responsabilidade social. Exemplo disso mesmo são as “parcerias cúmplices” que tenho com dois restaurantes (de bons Amigos, lá está …): um em Lisboa (“Prova dos 9”) e outro em Oeiras (Restaurante do Lago) onde, bem à portuguesa, não faço stand-up commedy, mas sim faço “Comédia em Pé … zinhos de coentrada”, revertendo parte do preço do jantar para as instituições que apoio e colaboro. Do mesmo modo, tenho realizado diversas intervenções em eventos de diversas naturezas e públicos, encontros de quadros de várias empresas, seminários, congressos, entre outros, sempre partilhando mensagens e desafios de consciência, em prol de instituições sociais e sempre temperado com humor. Vivo muito a máxima do John Cleese dos Monthy Pyton:
  • Rui Tavares
    Eurodeputado, escritor e historiador, nascido em Lisboa em 1972, Rui Tavares dedica-se à história e crítica da arte e da literatura, bem como das relações entre cultura, política e ciência no Iluminismo. Na blogosfera é mais conhecido por ter sido fundador e um dos mentores (com alguns dos seus melhores amigos) do “Barnabé”. Licenciado em História, variante de História da Arte, pela Universidade Nova de Lisboa. Mestre em Ciências Sociais pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Doutorando em Histoire et Civilisation na École des Hautes Études en Sciences Sociales [EHESS], de Paris. Os seus trabalhos têm sido apresentados em colóquios – e publicados em revistas académicas – nacionais e internacionais. Foi visiting scholar na City University of New York [CUNY] e professor (de História da Fotografia, Teoria da Imagem e Teoria da Comunicação) no Instituto de Arte e Design [IADE] de Lisboa. Durante os anos noventa foi crítico de arte residente do semanário Já e jornalista cultural na revista mensal Vida Mundial. Entre outras colaborações dispersas na imprensa nacional, publicou artigos na Grande Reportagem (sobre a Ilha do Fogo – uma paixão de referência); Público; Expresso; Prototypo; História eRelações Internacionais, entre outras. Mais recentemente tem sido o responsável pelas secções de Museus e Monumentos da Agenda LX. Autor de O Labirinto Censório. A Real Mesa Censória sob Pombal (1768-177);Dom João II; Trás-os-Montes [com João Silva] e Barnabé [com André Belo, Celso Martins, Daniel Oliveira e Pedro Oliveira]. Tradutor e organizador de edições de Molière, Voltaire, Balzac, pseudo-Séneca [e Paulo de Tarso], Giordano Bruno, entre outros.
  • Fernando Silva
    Fernando Silva nasceu 1967 e tem 27 anos de experiência na educação de cães e no treino de animais para cinema e TV. No seu curriculum conta com os títulos de Campeão Nacional de Obedience 2003, 2004 e 2005, 8 Internacionalizações em Campeonatos do Mundo de Obediência: Portugal, Holanda, Polonia, Italia, Austria, Croacia, Eslovaquia e Dinamarca, é também treinador de cães para detecção de Cancro Pulmonar, técnico em terapias assistidas por cães e Juiz de Agility. Dirige o Centro de Educação Canina de Cascais (Educacão) desde 1987 e é também treinador de cães para detecção de aves mortas em estudos de impacto ambiental. Entre tantas outras funções, sempre ligadas aos animais é monitor da Fundação Bocalan de Espanha, docente da Faculdade de Psicologia de Sevilha para os Masters en Terapias Assistidas con Perros, orador em diversos seminários e congressos e autor de diversos textos e publicações sobre canicultura. É formador em vários cursos de treino de animais para Cinema e Televisão em Portugal, Espanha e no Chile, dá seminários sobre treino canino em Portugal, Espanha, Colômbia e Chile e é formador de clicker training homologado por Mary Ray e Atila Schukalek (Inglaterra), assim como Formador de treinadores. Mais recentemente, para além de treinar a maioria dos animais no cinema e televisão Portuguesa, está no Projecto Rosa Fogo da SIC, onde treina os 3 cães que dão por nome Dartacão.
  • José Mário Leite
    José Mário Leite é Director Adjunto do Instituto Gulbenkian de Ciência da Fundação Calouste Gulbenkian desde 1999. Foi Director Geral da OIF e Administrador da Associação de Municípios da Terra Quente Transmontana e desempenhou cargos de Direcção em várias empresas privadas. É Presidente da ALIA (Associação Lusófona de Gestores de Ciência) e da Região Internacional da NCURA (Associação Americana da Gestores Universitários de Ciência). Foi membro da EARMA (Associação Europeia de Administradores e Gestores de Ciência) É licenciado em Engenharia e tem várias pós-graduações na Universidade do Minho e na Universidade Católica, em Informática, Gestão de Sistemas e Gestão Financeira. É membro da Ordem dos Engenheiros. Participou em variadas conferências e é autor e co-autor de vários artigos publicados em revistas da especialidade.
  • Nuno Sanches
    Nuno Sanches, Director de desenvolvimento de produto na ZON. Inovador, disruptivo e apaixonado são as palavras mais usadas para descrever o Nuno. O que o move é a paixão que tem por “fazer acontecer” e por provar que em Portugal se podem criar produtos com funcionalidades, design e experiência de utilizador ao nível do melhor que se faz no mundo. Ao longo dos seus 4 anos na ZON o Nuno teve o privilégio de liderar equipas extraordinárias que criaram alguns dos produtos mais inovadores e com maior sucesso no mercado nacional de telecomunicações e media: IRIS, o serviço de TV nova geração premiado internacionalmente; ZON Fibra, o principal serviço de triple-play de nova geração em Portugal; ZON Online, o primeiro serviço de TV Online a replicar integralmente a experiência de TV num PC e iPad; ZON@FON, a maior rede nacional de Wi-Fi gratuito, com mais de 500.000 hotspots; ZON Música, o maior serviço de subscrição de vídeos de Música; Tem um MBA pela Harvard Business School e é Licenciado em Gestão de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa.
  • Edson Athaíde
    Edson Athayde é o publicitário português mais premiado tendo ganho, entre outros prémios, 7 Leões em Cannes. Curriculum Vitae: Born in Rio de Janeiro, Brazil (18/04/66) Graduate in Media Studies by the Federal University of Rio de Janeiro Professional Experience: Worked as a Copywriter for several Brazilian Agencies from 1985 to 1990 1991 to 1995 – Young & Rubicam Portugal Creative Director and Vice-President 1995 – Young & Rubicam Iberia (Portugal/Spain) Creative Director 1996 – Lusomungo Media Group Managing Director, with special focus on Marketing 1998 to 2003 – Edson Comunicação and FCB Portugal (Simultaneoulsy) Founder and Creative Director of Edson Comunicação President and Creative Director of FCB 2005 to 2008 – Ogilvy Portugal Vice-President and Creative Director Other: More than 300 creative awards and nominations in local and worldwide festivals, including 7 Lions at Cannes. In parallel with his Advertising career, Edson writes regular columns for several trade and general interest publications, produces music records and manages bands, writes books (7 published to date), presents TV shows, teaches courses and also worked as a political marketing specialist in several political campaigns. [ Living like Seneca ] Seneca said: “First go on, then start.” I read this once, I do not know where, and I decided that this would be more or less what I would do from then on. In a way, all my professional life is a continuation of the same idea: you can be happy by communicating (whatever the means or way of achieving this is by writing books, managing teams of people or creating ads). It was always like that since my first years as a professional adman. I started too young (first job, copywriter, when I was 18), working in different Brazilian cities, in a country of continental dimensions and very different cultures. After a few years of traveling, working and learning in Brazil, I decided to continue my life journey in Europe. In 1990 I landed in Portugal and decided that it would be my base. First position: junior copywriter at Young & Rubicam Lisbon. I was 24. A year and a half later, after dozens of local, regional and international awards, including the first two Cannes Lions of Portuguese advertising history, I was promoted to Vice President of the company. At Y&R Lisbon I learnt that I could enjoy people management’s, besides creating ideas. I still do. As a consequence of Y&R Lisbon success, I was promoted the Chief Creative Officer for the Iberian Region (being responsible of Barcelona, Madrid and Lisbon agencies). This period, plus two Cannes Lions and dozens of awards in festivals like Cresta, Eurobest, Epica, Art Director’s Club of Spain, London, New York etc., stressed Y&R positive results. In despite of that, half a year later, an irrefutable invitation to be part of the Portuguese Government appeared. Position? Adviser to the new Prime Minister (for whom I had created and coordinated the campaign that helped him to be elected). I had to quit Y&R. During this government experience I created and executed a project to relaunch the two public television channels, from visual identity to content and programming strategy. This work attracted attention of the Lusomundo Group, leading Portuguese private media group, owner of several newspapers, magazines and radios in the country. They hired me to work as publisher of their main brands. Two years later, in 1998, Lusomundo became the first client of my first own agency, Edson Comunications. Edson Communications was inaugurated the same day I assumed FCB Portugal presidency. How this could happen is a funny story, but a long one as well. Two years later, the success of the two parallel projects led to a merge, resulting Edson,FCB. I was President and Chief Creative Officer of one of the five largest agencies in the country. Edson,FCB was elected as the most creative agency worldwide by FCB Network , winning the Fairfax Cone Award 2000/2001, plus a few dozen international awards, including two Cannes Lions. Besides my agency job, I learnt new skills by being television show presenter, university teacher and speaker. I also wrote weekly and monthly columns in major newspapers and magazines and published a few books. In 2002, I sold my stake in the company and took three supposedly sabbatical years. During my sabbaticals I had plenty of time to go around the world, work as a producer of music CDs and shows, publish new books, coordinate political campaigns and live in Brazil for a short time. In 2005, I accepted an invitation to return to advertising. I became Vice President and CCO at Ogilvy Portugal. I enjoyed three years helping to restructure the agency from the scratch. Ogilvy Portugal became a profitable company and one of the top creative Ogilvy agencies in Europe. Dozens of new accounts and international awards were earned those years, including a Cannes Gold Lion. Job done! I decided it was time to improve my skills in creating contents. So I dedicate a year to study film and writing. In the middle of 2008, I moved to Los Angeles to enroll into several film courses for a few months. Once I finished I went to Barcelona to write a book, two plays, a film script and a TV serial. Since then, I went back to live in Brazil, I went back to work in advertising, I returned from Brazil to Portugal, I came out of advertising again, I published two books and now I’m writing my second novel. I believe that nothing begins, it always continues. So said Seneca. And I agree with him. Edson Athayde
  • Helpo Association
    A Helpo é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento, que leva a cabo programas de apoio, projectos de assistência, ajuda humanitária, desenvolvimento comunitário, educação para o desenvolvimento e desenvolvimento humano em Portugal, Moçambique e S. Tomé e Príncipe.
  • Panóplia Music
    PANÓPLIA é uma banda nascida em Lisboa que se deu a conhecer pela primeira vez dia 16 de Julho de 2011. Define-se como um projecto musical e assume-se como um projecto de vida. Este é levado a cabo por 8 pessoas que partilham a vontade de, através de estímulos sensoriais e sem abrir mão da língua materna, revitalizar consciências. Assim, Panóplia encontra-se na mensagem holística, criando réplicas da sua própria essência. - Como? Fazendo da música a extensão da sua própria individualidade. Em suma, Panóplia culmina no “iniciar de uma revolução e no reproduzi-la continuamente”.
  • Rui Antunes
    Rui Antunes é Director Executivo para as regiões EMEA e a Ásia da TIMWE. Possui uma vasta experiência na indústria das telecomunicações, especialmente no sector das comunicações móveis, tendo trabalhado em vários locais do globo. Ao longo da sua carreira de 10 dez anos na Motorola, foi responsável por várias áreas de marketing, Operações e Estratégia em vários países e regiões na Europa, Médio Oriente, África e Índia, e liderou o marketing da região EMEA até à sua saída da empresa, em 2007. Antes de integrar a TIMWE no final de 2009, chefiou o marketing da HTC Corporation na região EMEA e afirmou-se como um quadro líder no sector dos Smartphones, tendo lançado e desenvolvido aquela marca em todo o mundo. Rui possui um MBA pela Universidade Católica Portuguesa e completou um PLD na Harvard Business School.
  • Margarida Ruas
    Margarida Ruas é actualmente Assessora do Conselho de Administração da EPAL, Membro do Conselho de Juízes do European Museum Forum, Directora de Relações Internacionais da WASA– GN, organização internacional de aconselhamento a Governos sobre a água como Direito Humano e como Oportunidade, membro do Conselho de Administração da Fundação Aristides de Sousa Mendes, Vice-Presidente da Manuel Carmo Foundation, membro do Comité de Comunicação da International Water Association (IWA) e responsável da Secção da Água do International Committee for the Conservation of Industrial Heritage (TICCIH). A sua vida profissional e social foi sempre vocacionada para a disseminação da cultura como forma de entendimento entre povos e Estados. Nos anos 90 foi reconhecida a sua intervenção – já ao serviço da EPAL – na requalificação do abastecimento de água no Brasil, País com o qual tem mantido um relacionamento intenso com as elites culturais. A Exposição “Amália Rodrigues” no Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro, é um dos mais significativos exemplos desse relacionamento. A participação na CPLP, em Angola e Moçambique e em organizações internacionais ligadas à água foram também reconhecidas com o Prémio Mundial de Relações Públicas atribuído pela International Water Association.
  • Manuel Forjaz
    48 anos, moçambicano de nascimento, alfacinha de residência, licenciado em Economia na UCP, Pós-Graduado e Investigador em Estudos Africanos no ISCTE. Estudos de pós-graduação na Universidade Autónoma, Empreendorismo Social (INSEAD) e Liderança (Harvard Kennedy School of Government). Nos últimos anos leccionou Empreendedorismo em Gestão no EMBA do ISCTE, Creativity and Problem Solving no Mestrado de Marketing do ISEG, Empreendedorismo e Business Planning na EGE/Católica, entre centenas de conferências, encontros e seminários, particularmente na áera da inovação e empreendorismo. Profissionalmente trabalhou seis anos em marketing e vendas na Unilever e foi Director Geral da Bertrand e Administrador da Mediapress. Na ANJE desde 1997, ajudou a fundar e desenvolver muitas das iniciativas que mais contribuíram para o fomento do empreendorsimo em Portual: Escola, Semana, Prémio e Academia do Empreendedor. Actualmente gere a Ideiateca Consultores, um grupo de empresas a operar em Research, Marketing, Retalho e Excelência em diversos países. Publicou em 2009 o livro “A Bela, Belmiro e Empreendedores” na Booknomics, entre outros capítulos noutros livros de marketing e gestão. Lançou e financiou o projecto Pais Protectores e é um dos fundadores do IES. Xadrez, vinhos, cozinhar, jornais e visitar países onde se comam beringelas são os seus hobbies.
  • Alberto Mateus
    Alberto Mateus, empresário e empreendedor nato, defensor que vale a pena investir no interior de Portugal. Licenciado em Organização e Gestão de Empresas, Mestrado em Ciências Empresariais, com especialização em Gestão, Estratégia e Desenvolvimento Empresarial e Doutorando em Novos Recursos e Sustentabilidade em Turismo, foi Director de Operações da Avis cerca de 14 anos, Accionista fundador e Administrador Executivo da Oásis Atlântico Portugal, SGPS durante 12 anos onde efectuou a implementação e gestão de 4 Hotéis e outros projectos imobiliários em Cabo Verde. Foi accionista fundador da Health Innovations Systems e actualmente é Accionista fundador e Presidente do Conselho de Administração da Nature Sanus, Turismo S.A., complexo turístico que pretende implementar da Quinta do Baião, em Góis, abrangendo a vertente da natureza, saúde e bem-estar, aliado a touring cultural e paisagístico no interior do país. O objectivo é conjugar a necessidade e a propensão do concelho para as actividades turísticas e de lazer, e aproveitar as condições existentes para pessoas em idade sénior ou pré-sénior usufruírem de qualidade de vida. Pretende-se que o projecto seja estruturante para a economia do concelho, pondo como hipótese não só a atracção de pessoas idade sénior, mas também do turismo em geral bem como a criação de postos de trabalho e consequente fixação de jovens. Sendo o primeiro no nosso país a disponibilizar de uma forma integrada o bem-estar físico, psíquico, social, espiritual e intelectual, e simultaneamente a prevenção de saúde, através de uma alimentação adequada e cuidada, exercício físico acompanhado por especialistas, assistência de enfermagem e medicina preventiva, seria de prever o sucesso e a facilidade de implementação, mas assim não acontece. A “linha que nos separa/une” do litoral ao interior forma por vezes caminhos sinuosos e difíceis de percorrer. Alberto Mateus falará-nos disso mesmo.
  • Hugo Magalhães
    Hugo Magalhães – Engenheiro Electrotécnico de formação, trabalha na área de informática há mais de 10 anos, tendo sido programador e gestor de projectos e equipas em várias empresas multinacionais. Apaixonado pelo Cloud Computing e pelos desafios e inovações que constantemente advém deste novo paradigma, tenta constantemente perceber que novas ferramentas estão a aparecer nesta área, quais os seus modelos de negócio e qual o seu impacto na sociedade. Pertence à Direcção da Associação EuroCloud Portugal (www.eurocloud.pt) – Associação sem fins lucrativos que visa promover e desenvolver serviços e tecnologias na Cloud, tendo também por meta o estímulo de projectos e ideias entre empresas nacionais e as que integram a rede europeia com 22 países. Esta Associação, de forma activa e dinâmica, serve de interface para a transferência de conhecimentos entre os Centros de Investigação e Desenvolvimento, do mundo académico nacional, e o mundo empresarial, promovendo projectos de parceria nacional e europeia. Considera-se um curioso por natureza e procura sempre novos desafios.
  • Projecto Alba
    O Projecto Alba nasceu, em 2007, quando três amigos decidem juntar-se e criar música. Conheceram-se nos tempos de estudantes (na Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico) e foram percebendo que tinham uma estética musical comum. Alba é um projecto de união entre guitarras (portuguesa e clássica) e canto. O repertório do Projecto reúne originais e adaptações de vários temas instrumentais e cantados, que vão desde a canção de Coimbra, a canções napolitanas, passando por outras canções internacionais, sem nunca perder uma sonoridade marcadamente portuguesa. O Projecto Alba tem-se apresentado em diversos recitais por todo o país sendo de destacar a participação no espectáculo Guitarra Nova Geração (Teatro São Luíz, Abril 2010) e no Angel Festival (Agosto de 2010 e 2011). O Projecto Alba é composto por: Alfredo Almeida (violão) – Nascido em S. Miguel, iniciou os estudos de música no conservatório de Ponta Delgada em piano tendo mais tarde transitado para guitarra clássica. Cooperou em trabalhos de música regional açoriana com a participação de diversos festivais, em Espanha, Bélgica, França, Inglaterra e Canadá. Teve contacto em formações na área do jazz com, Martin Van der Gritten, Jorge Lima, Mário Laginha, Maria João e mais recentemente com Vasco Agostinho. Integrou a Tuna Universitário do Instituto Superior Técnico, onde desempenhou funções de coordenação musical e arranjos musicais. Bruno Almeida (voz) – Nasceu em Lisboa. Estudou canto na Escola de Música do Conservatório Nacional, com Filomena Amaro. Actualmente estuda principalmente com Isabel Biu. Fez parte dos Três Tenores Portugueses. Teve a sua estreia operática em Novembro de 2010, na ópera “As Taças de Hymineu”. Em Março de 2011 estreou-se no Teatro Nacional de São Carlos, na ópera “Banksters”. Actua frequentemente em recital e colabora desde 2011 com o Coro Gulbenkian. Luís Coelho (guitarra portuguesa) – Inicia o seu percurso musical aos 13 anos na guitarra clássica, só mais tarde aos 18 anos resolve aprender com seu pai alguns fados tradicionais. Com essa aprendizagem aos 19 anos ingressa na Escola de Música do Conservatório Nacional e inicia os seus estudos de guitarra portuguesa com o Professor João Torre do Vale onde conclui o 5º grau de Guitarra Portuguesa com classificação máxima. Foi coordenador musical da Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico. Actualmente estuda guitarra portuguesa na escola de música do museu do Fado e compõe instrumentais originais para guitarra portuguesa.
  • Coro Juvenil VoxLaci
    O Coro Juvenil Vox Laci (coristas dos 15-24 anos) resultou da participação de alguns dos membros do Coro Infantil num Workshop de ShowChoir no festival Europa Cantat, em Barcelona. ShowChoir é um género de performance coral que une o canto à dança, com um repertório essencialmente Pop, de grandes êxitos actuais ou intemporais. O Coro Juvenil delineou um percurso muito claro, onde a exactidão coreográfica de cada peça se transforma numa imagem de marca. Depois da sua formação, o coro já participou no Festival Eurotreff, no Europa Cantat 06 na Alemanha, Europa Cantat 09 em Julho, na cidade de Utrecht, Holanda, uma digressão pela Bélgica e foi já convidado para outros festivais no estrangeiro. Participaram no IDOLOS e recentemente tiveram no TIVOLI com o espectáculo ShowChoir no Tivoli. Myguel Santos e Castro é o fundador do projecto VOX LACI e é licenciado em Gestão e Administração Pública. Iniciou sua estudos musicais com 7 anos de idade no piano, guitarra acústica e teoria musical. Com 17 anos de idade começou a ensinar música nas escolas: flauta bisel, teoria e história da música, piano, guitarra eléctrica e acústica e Percussão. Estudou Direcção Coral na Academia de Amadores de Música de Lisboa Academia, participou em workshops e masterclasses em Direcção Coral / Orquestra /Técnica Vocal, dentro e fora do país (Alemanha, Espanha, Holanda, Suécia) com os maestros mais influente nos dias de hoje. Sob a sua Direcção Artística tem desenvolvido um trabalho intenso e apaixonado em diferentes eventos e workshops em Portugal. Seu trabalho coral já o levou a muitos países do mundo (França, México, Japão, EUA, Estónia) e tem desenvolvido muitos projectos com rádio, televisão e cinema. É muitas vezes convidado para conferências/aulas em escolas e Universidades .
  • Carlos Carreiras
    Carlos Carreiras é presidente da Câmara Municipal de Cascais e do Instituto Francisco Sá Carneiro. Nasceu em Lisboa em 1961, mas não levaria muito tempo até se mudar para Cascais de onde não mais viria a sair. Concluiu o Instituto de Contabilidade e Administração de Lisboa em 1987 e a sua atividade profissional desenrola-se na América do Sul, África e Europa nas empresas do sector da hotelaria e grande consumo. Até 2005, altura em que sentiu o apelo da política autárquica. Fundador da JSD e dirigente nacional do PSD, Carlos Carreiras é um defensor das políticas públicas vocacionadas para o empreendedorismo e para a promoção do talento. Optimista militante e crente no potencial de Portugal, Carlos Carreiras foi o promotor do vídeo “What the Finns need to Know about Portugal”, um dos maiores sucessos virais de 2011. Para além da atividade política, Carlos Carreiras assina todas as quartas-feiras a coluna “Com Vista para o Atlântico” no Jornal “i”.
  • Pedro Cortesão Monteiro
    Pedro Cortesão Monteiro nasceu em Lisboa (1965). É assistente na licenciatura em Design da Universidade Lusíada de Lisboa desde 1995 e assistente convidado na licenciatura em Design da Faculdade de Arquitectura da UTL desde 2009. Integra como investigador o Centro de Investigação em Arquitectura, Urbanismo e Design da FA-UTL. Conclui doutoramento sobre políticas públicas de design em Portugal. É licenciado em arquitectura pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (1990), e mestre em Design pela mesma faculdade (1998). Trabalha pontualmente como arquitecto. Foi editor principal do JA — Jornal dos Arquitectos, revista oficial da OA, entre 2005 e 2008, e director da revista de design arlíquido (Universidade Lusíada de Lisboa). Foi membro de júri em diversos concursos de arquitectura e de design, tendo integrado o júri final de selecção nas áreas de arquitectura e design do programa INOV-ART. Integrou o Grupo de Cultura da Secção Regional Sul da Ordem dos Arquitectos entre 2002 e 2004. Foi membro eleito do Conselho Directivo da Ordem dos Arquitectos no triénio 2008-2010. Coordenou o concurso e a implementação da nova imagem institucional da OA. Foi director-adjunto do Boletim Arquitectos, órgão mensal de informação da OA, entre 2009 e 2010. Colabora esporadicamente com jornais e revistas.
  • Rodrigo Moita de Deus
    Rodrigo Manuel Botelho Moniz Moita de Deus, nasceu a 21 de Novembro de 1977. Tem três filhos. Actividade Profissional – Em Agosto de 1997 Executive Account na agência de publicidade Publicis; Abril de 1998 jornalista do semanário Euronotícias, na área da política; Fevereiro de 2000 jornalista do Semanário onde acumulou funções de Assessor do conselho de Administração do Grupo, director da revista Teenager, director e gerente do jornal Algarve Região; Setembro de 2001 comentador do programa “Noites Marcianas” na SIC; Outubro de 2002 coordena a assessoria de comunicação do Molds Event 2002 (Semana Internacional dos Moldes), para o ICEP; Em 2003 e 2004 é programador da feira “Livros no Chiado”. De Janeiro de 2003 a Fevereiro de 2005 desempenhou funções no gabinete da Vice-Presidente da Assembleia da República (IX Legislatura); Março de 2006 assessor do Conselho de Administração da Fundação Champalimaud. Em Novembro de 2007 assumiu as funções de Director de Clientes da LPM Comunicação. Actualmente é Director Geral da Nextpower. Colunas de opinião – Colaborou com várias revistas e jornais. Olá Semanário; Euronotícias, revista Clássicos e Modernos; revista Jóias de Família (Torres Joalheiros), Aposta (CTT), Revista OQ, Revista Atlântico e no semanário Tal&Qual. Colaborou ainda no programa Descubra as Diferenças da Rádio Europa. Actualmente participa no blog 31 da Armada, na revista FdS do Diário Económico e é comentador residente da TVI24 e da Economico TV. Obras publicadas – “Será que as mulheres ainda acreditam em príncipes encantados?” (9ª edição) de Junho de 2001, Bertrand Editora; “O Vigarista – O incrível relato do Senhor D. Diego” de Outubro de 2002, Bertrand Editora; Março de 2005 co-autor de “O Acidental”, editora Huggin. Agosto de 2006 co-autor do livro em “Frases para ter em carteira”, editora Livramento. Conferências e outras – Desde 2002 que participa em várias iniciativas literárias. Participa regularmente em várias conferências sobre media e comunicação. Orador principal na conferência sobre Liberdade de Imprensa na Assembleia Nacional de Angola no Forum Davos 2010 e Conferências do Estoril 2011
  • Marta Rosales
    Marta Vilar Rosales é Antropóloga, professora auxiliar no departamento de Antropologia da FCSH-UNL e investigadora integrada do CRIA, onde coordena a linha de investigação “Migrações, Etnicidade e Cidadania”. Os seus principais interesses de pesquisa são Migrações Contemporâneas, Culturas Materiais e Consumos e Antropologia dos Media. Tem desenvolvido trabalho de terreno no Brasil, Canada, Moçambique e em Portugal. Publicou, entre outros títulos: 2011 (novembro): “Needs and Wants”, in Dale Southerton (ed),The Encyclopedia of Consumer Culture, London, Sage Pub. ISBN: 9780872896017. 2010: (com Susana Trovão orgs.) Das Indías: Gentes, movimentos e pertenças transnacionais, Lisboa, Colibri. ISBN: 9789727729722. 2010: “The domestic work of consumption: materiality, migration and home making”, Etnográfica, 14, 3, pp. 507-525. 2010: “The Goan elites from Mozambique. Migration experiences and identity narratives during the Portuguese colonial period”. In Charles Westin et al (eds) Identity Processes and Dynamics in Multi-ethnic Europe, Amsterdam, Amsterdam University Press, pp. 220-33. ISBN: 9789089640468. 2009: Consumos e Culturas Materiais Contemporâneas: Uma Introdução. Lisboa, Celta. ISBN: 9789727742684.

Venue and Details

TEDxCascais
Casa das Histórias Paula Rego
Cascais,
Portugal
More about the venue »

This event occurred in the past.
See more TEDxCascais events »

Organizer 2adb267c6148d8e79ea9fae4ec2d5be2c9713b0f_165x165

Hugo Ferro Branco
Sintra, Portugal

View Profile »

Organizer 56499_165x165

Manuel Forjaz
Lisbon, Portugal

View Profile »

Team

Isabel Cavaca
Designer
Cláudia Leitão
Project Manager
Ricardo Morgado
Economist
Valdemar Pires
Architect

Past TEDxCascais Events

See More »